Nesta sexta-feira (17), a Polícia Militar recebeu um chamado de maus-tratos contra um animal em uma residência do bairro Victor Konder, em Blumenau. No local, um cachorro estava abandonado.

Segundo a vizinhança, o proprietário se mudou há cerca de dois anos para Curitiba, no Paraná, e desde então, visitava a casa periodicamente. Contudo, há mais de trinta dias, ninguém aparecia no imóvel.

Por conta disso, os vizinhos passaram a dar comida e água ao animal, enquanto tentavam localizar os donos. Com o agravamento da situação, resolveram acionar a Polícia Militar. Os agentes tiveram que romper os cadeados do portão, para conseguir acessar a residência e realizar o resgate com segurança.

Foto Divulgação/PM

O cachorro, chamado Sheik, tinha lesões nas patas e outros sinais de maus-tratos, sendo encaminhado para um veterinário. Um vizinho resolveu arcar com os custos do tratamento e ficará com a guarda temporária.

Proprietário contesta

Horas mais tarde, segundo a PM, um homem de 35 anos, que se apresentou como proprietário da residência e dono do cão resgatado, foi até o centro veterinário onde o animal estava para retirá-lo, provocando tumulto.

Ele afirmou que não concordava com os procedimentos adotados, sob o argumento de que seu cão não estaria em situação de abandono. Contudo, a médica veterinária da clínica formulou laudo técnico confirmando os maus-tratos, como magreza, infestação de pulgas e lesões na pele.

Por conta disso, os agentes informaram ao dono que o animal iria permanecer sob a guarda temporária do vizinho. Também orientaram que ele buscasse os direitos alegados por meio de via judicial, já que naquele momento o bem-estar do cachorro estaria em risco, caso retornasse à antiga residência.

Todos os fatos foram relatados em um Boletim de Ocorrência, inclusive com fotos e filmagens do estado de abandono da residência. O caso será encaminhado para a Justiça.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul