A Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) lançou o aplicativo que facilitará a interação do cidadão catarinense na solicitação de atendimento. Por meio do PMSC Cidadão, o usuário poderá enviar vídeos, fotos e áudios, que ajudarão na geração de ocorrências. A apresentação do PMSC Cidadão aconteceu na sede do Comando-Geral da PMSC, em Florianópolis.

O PMSC Cidadão visa também promover, além das denúncias de crimes e contravenções de forma anônima, as ações de proteção à mulher vítima de violência doméstica e familiar no âmbito do Programa Rede Catarina de Proteção à Mulher. Segundo chefe do setor de tecnologia da PMSC, o Inova, major Joamir Rogério Campos, “Poderão ser realizadas denúncias anônimas de violência doméstica, além de solicitação de visitas preventivas por uma guarnição especializada”.

Botão do pânico

Desta forma, será possível acompanhar o trâmite e visualizar medidas protetivas de urgência (com integração ao sistema do Poder Judiciário) além da disponibilização do Botão de Pânico para as mulheres com medida protetiva que terão atendimento prioritário.

Lançamento foi na sede do Comando Geral da PMSC | Foto PMSC/Divulgação

Posteriormente, até o mês de maio de 2020, o aplicativo também terá outras funcionalidades que o complementarão nesse atendimento direto ao cidadão, como: programa Rede de Vizinhos, programa Rede de Segurança Escolar, programa Rede de Segurança Rural, Proerd, programa SOS Desaparecidos, programa Futebol Seguro, além de outros serviços.

Desenvolvimento

O comandante-geral da PMSC, coronel Araújo Gomes, reforçou o grande avanço na cadeia de serviços da Polícia Militar com o aplicativo, "o aplicativo representa um novo patamar de relacionamento com a sociedade. Ele traz inovação e tecnologia para esse contato emergencial, que antes era só via 190. Essa nova ferramenta vai trazer muita qualidade para o nosso atendimento", afirmou.

Aplicativo da PMSC | Foto PMSC/Divulgação

Segundo ele, os recursos para o projeto são oriundos de uma parceria com o Ministério Público, via Fundo para Reconstituição de Bens Lesados do MPSC. O custo total do aplicativo e integrações foi de R$ 202.493,30. Já para a compra dos servidores de armazenagem dos sistemas, o custo foi de R$ 270.000,00.

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger