Na última terça-feira (4), a Polícia Militar Ambiental e a Colônia de Pesca de São Francisco do Sul realizaram um diálogo com pescadores sobre a demarcação da área de pesca na Praia do Forte.

Desde março, a PMA tem visitado as colônias de pescadores da região nordeste de Santa Catarina, com o objetivo de orientar os pescadores sobre as normas pertinentes à safra da tainha.

Foto: PMA/Divulgação

Nos encontros, eles também ouvem as reivindicações e colocam os serviços da corporação à disposição da comunidade pesqueira, a fim de resolver os conflitos em relação ao uso do espaço na praia e no mar.

Conforme a PMA, será reforçado o policiamento para coibir a pesca ilegal da tainha, com ênfase nas redes ilegais, que, além de prejudicarem a captura da tainha pelos pescadores legalizados, colocam em risco outras espécies.