A Polícia Civil investiga a autoria e motivação acerca da violação de oito túmulos do Cemitério Santa Bárbara, em Lauro Müller, no Sul do Estado.

O caso ocorreu no último fim de semana, provavelmente entre a madrugada de sábado para domingo, e intrigou moradores da comunidade e familiares atingidos com a violação. Sete dos túmulos eram de crianças e adolescentes.

Em uma análise inicial, foi verificado que restos mortais não foram levados, pois os caixões estavam intactos. Segundo o zelador do local, todos os túmulos eram bastante antigos, ou seja, mais vulneráveis para violar.

Ele acredita ter sido um ato de vandalismo, mas a Polícia Militar não descarta a possibilidade da tentativa de realizar algum ritual macabro com a ação.

Fotos: Divulgação

“Um crime parecido já foi registrado neste ano, há uns três meses, no cemitério de outra comunidade. Geralmente, são pessoas que estão atrás de restos mortais para praticar magia”, cogitou o comandante da PM de Lauro Müller, sargento Gledson Assis de Oliveira, ao Jornal Diário do Sul, acrescentando que as câmeras próximas do cemitério, que fazem parte do projeto Bem-Te-Vi, da PMSC, podem ajudar na identificação de quem praticou o vandalismo.

A Vigilância Sanitária também esteve no local.