A Polícia Federal cumpriu nesta terça-feira, dia 10, um mandado de busca e apreensão na cidade de Criciúma, em diligência decorrente de investigação sobre uso de documentos falsos.

 

A investigação iniciou a partir de denúncia recebida na delegacia, na qual foi informado que uma pessoa estaria utilizando documentos falsos, entre eles seu passaporte, para diversas finalidades.

 

As diligências confirmaram que a pessoa acusada mora na cidade de Criciúma e passou a utilizar a documentação falsa de pessoa fictícia, inclusive fazendo uso deles em outros países.

 

A apreensão realizada na manhã de terça-feira, teve como objetivo apreender os documentos falsos utilizados, além da coleta de outros elementos que possam ser úteis para a investigação.

 

Conforme previsto no Código Penal, o uso de documento público falso é punido com pena de reclusão de um a cinco anos, e multa.