A Polícia Federal (PF) e a área de Segurança dos Correios realizaram uma entrega controlada de correspondência suspeita, nessa segunda-feira, em Criciúma. Segundo a PF, assim que a correspondência foi entregue pessoalmente ao destinatário em seu endereço, no bairro São Marcos, este foi abordado pelos agentes. No pacote, foi constatado que havia notas falsas de R$ 200.

Na ação policial, o homem, solteiro, 25 anos, desempregado e sem antecedentes criminais, ao dar recebimento da correspondência, foi preso em flagrante, além de ter seus aparelhos de telefone celular apreendidos.

"Pela Código Penal Brasileiro, quem falsificar, fabricando-a ou alterando, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro, ou ainda por conta própria ou alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa, responde pelo crime tipificado, que prevê pena de reclusão de 3 a 12 anos e multa", informou a instituição.