Por meio da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Criciúma, foi concluído o inquérito policial e indiciado um estelionatário.

De acordo com os elementos informativos colhidos, o indiciado se dizia juiz de direito e advogado, com acesso facilitado ao consulado dos Estados Unidos, alegando conseguir o visto de trabalho americano "sem muita burocracia”.

Ele também usava a plataforma do Facebook para aliciar as vítimas, através de perfis falsos.

Após atraí-las, o criminoso solicitava altas quantias das vítimas, retirando o pouco de valor que possuíam e, após o pagamentos das taxas do visto, afirmava que os documentos estavam prontos.

Em seguida solicitava novas quantias para as compras das passagens, bem como dizia para a vítima vender todos os seus bens e sair da respectivo emprego, pois já tinha data marcada para viajar.

Os crimes foram praticados em diversos locais de Criciúma, Içara, Tubarão e no próprio Estados Unidos.

Nessa terça-feira, a Polícia Civil cumpriu busca e apreensão na residência do indiciado e, em sua posse, foram apreendidos diversos passaportes pertencentes às vítimas.

Todo material foi encaminhado para o Ministério Público para apreciação e providências cabíveis.