Polícia Civil utiliza exame de DNA para elucidar estupro de vulnerável no PR

Foto: Polícia Civil do Paraná/Divulgação

Por: Claudio Costa

29/09/2023 - 16:09 - Atualizada em: 29/09/2023 - 16:45

A Polícia Civil do elucidou um crime ocorrido em março deste ano, no município de Rio Azul, na região dos Campos Gerais.

Um homem, de 47 anos, foi indiciado por estupro de vulnerável.

De acordo com as investigações, o abuso sexual ocorreu no dia 17 de março contra uma criança, de cinco anos.

Na ocasião, o suspeito estava trabalhando na residência da vítima quando praticou os atos libidinosos na ausência dos pais.

O delegado Gabriel Moura explica que as diligências foram iniciadas após a criança relatar os fatos aos genitores, que registraram o boletim de ocorrência na delegacia.

“Diante das informações, coletamos as declarações dos pais, apreendemos a roupa da vítima que estavam em sacos plásticos e encaminhamos à perícia, a fim de confrontar os vestígios existentes com o material genético do autor”, afirma Moura.

Além disso, a equipe policial representou pelo mandado de prisão temporária do indivíduo, porém ele não foi localizado e o mandado foi revogado pelo judiciário.

Após a realização dos laudos periciais, foi comprovada a compatibilidade do material genético do investigado com os vestígios obtidos nas vestimentas da vítima.

O inquérito policial foi concluído com o indiciamento do autor pelo crime de estupro de vulnerável.

O indivíduo irá responder em liberdade. Caso seja condenado, a pena varia de 8 a 15 anos de reclusão.