Polícia Civil salva vítima de tentativa de homicídio e prende autor do crime em SC

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Por: Luan Tamanini

16/03/2024 - 14:03

Um homem foi preso na manhã desta sexta-feira (15) por tentativa de homicídio em Balneário Camboriú. De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi salva após ser encontrada gravemente ferida pelos policiais.

A ocorrência teve início após os policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) e SIC de Balneário Camboriú serem informados sobre um homicídio no interior de uma obra, localizada na região central da cidade, após uma briga envolvendo dois homens. O autor do crime solicitou a um terceiro ajuda para ocultar o corpo, mas ele decidiu denunciar o crime.

Os policiais foram até o local indicado pelo denunciante e encontraram, em um dos cômodos da obra, um homem dormindo, com alguns machucados no rosto. Questionado, o homem disse que havia se envolvido em uma briga, mas que a outra pessoa havia deixado o local.

No local, os policiais verificaram que nos fundos da obra havia um terreno com uma casa abandonada e perceberam vestígios de sangue em uma caixa d’água que estava virada para baixo. A guarnição então foi até o local e ouviu baruilhos vindo da caixa d’água. Ao virá-la, encontraram a vítima, que estava muito machucada e sem capacidade de comunicação, mas ainda com os sinais vitais.

Os policiais imediatamente ligaram para os bombeiros e para o SAMU, que se dirigiram ao local prestaram os primeiros socorros à vítima, que foi encaminhada ao Hospital Marieta Konder. Segundo a médica socorrista, a vítima estava inconsciente, mas em estado estável.

A guarnição retornou para a obra e deu voz de prisão ao suspeito, que confessou o crime. Durante interrogatório, ele disse que estava bebendo cachaça com a vítima durante a madrugada quando os dois começaram a discutir. Segundo ele, o homem lhe agrediu.

O suspeito então esperou a vítima deitar na cama e dormir. Após isso, pegou um martelo e golpeou por duas vezes a cabeça da vítima. Depois a carregou nas costas até o andar de cima da obra, jogado-a no terreno dos fundos pela janela. Na sequência, desceu até o terreno e cobriu a vítima com a caixa da água.

Disse que quando carregou a vítima, percebeu que ela ainda estava viva, inclusive quando a jogou pela janela, mas quando colocou a caixa da água em cima não soube dizer se ela ainda estava viva ou não. Depois, voltou para a obra, tomou banho, lavou o martelo e saiu da obra, andando até um mercado, onde jogou o martelo fora. Por fim, voltou ao local do crime, onde dormiu até a chegada dos policiais.

O autor foi preso em flagrante por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil e meio cruel. Ele foi conduzido ao sistema penitenciário, permanecendo à disposição da justiça.