A Divisão de Furtos e Roubos da Polícia Civil em Jaraguá do Sul busca informações que levem ao paradeiro dos suspeitos pelo desaparecimento do taxista Allan Tietz, de 24 anos. Apesar de a Polícia Civil não confirmar a identidade das duas pessoas investigadas, a informação é de que os irmãos Patrick Machado Fuckner e Jonatan Machado Fuckner estão envolvidos no crime. Eles são de Garuva, cidade onde estão concentradas as buscas ao motorista de Jaraguá do Sul. De acordo com o delegado Eric Issao Uratani, titular da divisão, foram necessárias trocas de informações entre as polícias para chegar nos dois suspeitos. “Há um vídeo do momento em que os dois fazem uma recarga de celular em uma sorveteria. Tinha uma mulher junto com eles. O comandante da Polícia Militar em Garuva nos ligou dizendo que ela havia sido reconhecida”, explica Eric, O delegado da Divisão de Furtos e Roubos ressaltou que a testemunha afirmou durante depoimento que o carro usado pela dupla, um Renault Logan, era da vítima. Os dois estiveram na casa da testemunha após o desaparecimento do taxista. A Polícia Civil trabalha com a possibilidade de ter havido um latrocínio. Os mandados de prisão dos dois suspeitos foram expedidos pela Justiça ainda na sexta-feira (24). O delegado Eric afirma que há contato frequente entre as polícias Militar e Civil em Garuva, Joinville e do Paraná para a busca de mais informações sobre o caso. “As polícias estão cientes de que esses dois estão sendo procurados por esse crime”, ressalta. “Mas ainda é uma incógnita tanto o paradeiro dos dois suspeitos como o da vítima”, completa Uratani. Após cinco dias do desaparecimento de Allan, taxistas de Jaraguá do Sul, Joinville e Garuva continuam na esperança de achar o motorista. “Estamos exaustos, mas não podemos descartar a possibilidade de ele estar vivo. É triste não sabermos como ele está. É uma incerteza, conta Eliseu Petry, presidente do Sindicato dos Taxistas de Jaraguá do Sul. Segundo ele, cerca de 50 taxistas procuravam pelo colega no domingo e, nesta segunda, as buscas continuaram. Allan foi chamado para uma corrida até Curitiba no fim da tarde desta quarta-feira (22). Nelson conta que o taxista saiu de casa, no bairro Três Rios do Sul, por volta das 17h e não deu mais notícias. O veículo utilizado para fazer a corrida, um Renault Logan, foi encontrado em Curitiba, nas proximidades da rodoviária. O automóvel estava depenado, sem as rodas e com sangue no banco do motorista, na coluna do veículo e no freio de mão. Informações podem ser repassadas pelo número 181 da Polícia Civil.