Polícia Civil prende suspeito de cometer homicídio no Jardim Iririú

Polícia Civil prende suspeito de cometer homicídio no Jardim Iririú Polícia Civil prende suspeito de cometer homicídio no Jardim Iririú

Segurança

Por: Gabriel Junior

sexta-feira, 12:39 - 09/02/2018

Gabriel Junior
Agentes da Delegacia de Homicídios (DH) de Joinville realizaram, nas primeiras horas desta sexta-feira (9), cumprimento de ordens de busca e apreensão e prisão cautelar de investigados identificados como autores de crime de homicídio de Bruno Regis Batista, ocorrido no bairro Jardim Iririú, no dia 19 de outubro de 2017. Além das ordens de prisão, as diligências tornaram possível a realização de prisão em flagrante por tráfico de drogas. Faça parte do grupo de whatsApp do Jornal de Joinville. Clique aqui Um dos presos foi Sergio Roberto, de 19 anos, que, segundo as investigações, tem envolvimento com uma facção criminosa e foi um dos autores do homicídio. Ele será encaminhado ao Presídio Regional de Joinville. Foi também realizada a prisão em flagrante da namorada e da sogra do indiciado. "Em decorrência da prisão dele, foram presas a companheira e a sogra dele, que estavam escondendo ele no forro da casa e mentindo para os policiais, mas tínhamos ordem judicial para procurar, então foram autuadas por favorecimento pessoal e se comprometeram a comparecer no juizado especial. Elas vão responder em liberdade", disse o delegado Fabiano Silveira. Ainda nesta manhã, por volta das 10h, os agentes cumpriram um mandado no bairro Jardim Iririú por tráfico de drogas, decorrente de uma busca e apreensão da DH. "É também desdobramento da investigação da morte do Bruno, mas o preso não está envolvido no homicídio. Verificamos que a situação dele é tráfico de drogas", comentou o delegado Fabiano. A investigação foi coordenada pelo delegado Elieser e apurou que os indiciados são usados por organização criminosa, sendo cooptados para funções subalternas e violentas. As prisões foram possíveis por causa da colaboração da população que passou informações de forma sigilosa. O delegado informou ainda que há outros suspeitos da morte de Bruno e que estão sendo investigados pela Delegacia de Homicídios. "A investigação não está totalmente encerrada, mas alguns já foram presos", disse Fabiano ao Jornal de Joinville. LEIA TAMBÉM: Homem é assassinado próximo ao cemitério
×