Polícia Civil prende homem que vivia há 15 anos com nome e documentos falsos em Brusque

Foto: Divulgação / Polícia Civil

Por: Luan Tamanini

20/02/2024 - 14:02 - Atualizada em: 20/02/2024 - 14:19

Um homem foi preso nesta segunda-feira (19) em Brusque por uso de documento falso, falsificação de documento e falsidade ideológica. De acordo com a Polícia Civil, ele vivia há 15 anos na região com um nome falso.

As investigações se iniciaram quando a Polícia Científica compartilhou informações com a Polícia Civil sobre possível uso de documento falso pelo suspeito. A Polícia Civil instaurou um inquérito policial para apurar os fatos e pediu a prisão preventiva do investigado, além de busca e apreensão na sua residência.

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) concordou com as providências e o Poder Judiciário decretou as medidas cautelares.

Durante as buscas, os policiais encontraram na residência do investigado, localizada no bairro Santa Terezinha, uma pequena quantidade de maconha, vários cartões bancários, cheques, documentos de uma empresa da cidade e uma carteira de motorista, tudo com nome falso.

As investigações apontam que o homem usou documentos falsos em várias oportunidades e diante de vários órgãos públicos, inclusive para abrir empresas, abrir contas bancárias, conseguir alvarás e chegou até a registrar os próprios filhos com nome falso, além de ser preso por pensão alimentícia, se passando por outra pessoa.

Após a prisão, o investigado foi interrogado na Delegacia de Polícia, na presença do seu advogado e em seguida encaminhado para o sistema prisional, onde aguardará a conclusão das investigações e decisão judicial.