A Polícia Civil, através do Setor de Investigação Criminal (SIC) de Imbituba e da Delegacia do Município de Paulo Lopes, realizou a prisão temporária de um homem por estupro de vulnerável.

A ação ocorreu na manhã desta terça-feira, em Paulo Lopes.

Segundo o delegado Nicola Patel Filho, após a comunicação do crime representou-se pela prisão temporária, sendo deferida pelo Judiciário e cumprida pela equipe de investigação.

Apurou-se que o investigado estaria aproveitando-se da qualidade de parente próximo da vítima para cometer atos de abuso, o que vinha ocorrendo desde que ela tinha cinco ou seis anos.

“Observa-se que são recorrentes as denúncias de crimes contra a dignidade sexual de pessoa com menos de 14 anos, mas ainda assim é um crime que nem sempre chega ao conhecimento dos órgãos de justiça criminal, apesar de sua notória gravidade. Por conta disso, sempre importante alertar que a vítima, diretamente ou por intermédio de um representante, pode e deve procurar a Polícia Civil para denunciar esse tipo de abuso”, destaca o delegado.

De acordo com o Código Penal, quem pratica conjunção carnal ou outro ato libidinoso com pessoa menor de 14 anos está sujeito à reclusão de 8 a 15 anos.