A Polícia Civil investiga um acidente de trânsito que resultou na morte de Roseli Terezinha Martins, 51 anos, e Ari de Oliveira, 62 anos, em Guaramirim. A batida envolvendo dois carros, ambos com placas de Jaraguá do Sul, e um caminhão de pequeno porte, registrado em Massaranduba, ocorreu na manhã desta quinta-feira (22), em Guaramirim. O Corpo de Bombeiros Voluntários atendeu a ocorrência às 10h40.

Roseli e Ari serão cremados no fim da tarde desta sexta | Foto: Reprodução Facebook/OCP News

O motorista de um Hyundai I30, de 25 anos, perdeu o controle do veículo em uma curva, invadiu a pista contrária e bateu de lado em um Chevrolet Prisma, rodou na via e colidiu contra um Iveco Turbo Daily. O condutor do I30 foi preso pela Polícia Rodoviária Estadual por causar um acidente com morte dirigindo em velocidade superior à permitida na via. O flagrante foi feito na Delegacia de Guaramirim.

O delegado Wanderson Alves Joana, que realizou o flagrante da ocorrência, ouviu as testemunhas do caso e explica que o condutor do I30 trafegava em alta velocidade em uma reta com faixa contínua. Ao se deparar com a curva, jogou o carro para o acostamento e perdeu o controle do veículo. A pista não tinha buracos e apresentava boa visibilidade. Sem fatores externos, provocou o acidente e causou a morte do casal que estavam no Prisma.

Motorista do I30 que causou o acidente foi preso e aguarda audiência de custódia | Foto: Fábio Junkes/OCP News

Condutor passará por audiência de custódia

O motorista foi enquadrado no parágrafo segundo do artigo 308 do Código de Trânsito Brasileiro (demonstração de perícia com veículo automotor resultante em morte alheia à vontade do condutor), com pena de cinco a dez anos; e no artigo 70 do Código Penal (quando o agente, em uma só ação, provoca duas mortes), que aumenta de um sexto até a metade da pena. O condutor está preso e vai passar por audiência de custódia nesta sexta-feira (23).

“Eu pedi o recolhimento dos veículos Hyundai I30 e Chevrolet Prisma, diretamente envolvidos nas mortes. Haverá uma perícia oficial feita pelo Instituto Geral de Perícias com o intuito de verificar se houve falha mecânica e se a velocidade do veículo I30 era compatível com os 160 km/h marcados pelo velocímetro após o acidente”, comenta o delegado.

De acordo com o comandante do Bombeiros Voluntários de Guaramirim, Maicon Ewald, o impacto foi violento, os dois ocupantes do Prisma estavam usando cinto de segurança e houve o acionamento dos dois airbags do veículo. O condutor do Hyundai I30, o motorista do Iveco Turbo Daily e os dois ocupantes do caminhão se encontravam estáveis e sem ferimentos.

Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Guaramirim, airbags foram acionados e vítimas estavam com os cintos de segurança presos | Foto: Fábio Junkes/OCP News

“Nós fizemos toda a operação de resgate para retirar as duas vítimas graves de dentro do veículo. Depois, com o apoio do Samu, fizemos todo o procedimento de reanimação cardiopulmonar para tentar algum êxito na situação das vítimas. Mas, infelizmente, a gente não conseguiu lograr êxito, haja vista a gravidade dos ferimentos que eles tinham”, descreve.

Três pessoas estavam no caminhão, mas nenhuma delas ficou ferida | Foto: Fábio Junkes/OCP News

Funeral 

De acordo com a Funerária Leier, empresa que administra o serviço funerário na cidade, os corpos de Roseli e Ari foram liberados pelo Instituto Médico Legal (IML) no início da noite desta quinta.

O casal começou a ser velado a partir de 3h desta sexta-feira (23), na Capela Mortuária da Vila Lenzi. Roseli e Ari serão cremados na tarde desta sexta, por volta das 19h, no Crematório Catarinense, às margens da BR-280, no bairro Nereu Ramos.