A Polícia Civil indiciou por latrocínio e furto o suspeito de ter provocado a morte do professor e ex-candidato a vereador de Cocal do Sul, Hélio Antonio Pizzollo, de 66 anos, crime ocorrido no dia 14 de abril, em Cocal do Sul.

Trata-se de um homem de 36 anos, natural do Rio Grande do Sul e com passagens por roubos, furtos, lesões corporais, homicídio, formação de quadrilha, entre outros. Ele está preso temporariamente no sistema prisional.

Conforme o laudo pericial, a causa da morte foi choque hemorrágico decorrente de golpe com uma arma branca no pescoço. O suspeito admitiu que precisava de dinheiro para retornar ao Rio Grande do Sul. Da casa da vítima foram roubados um aparelho de telefone celular, um forno elétrico, um micro-ondas, um televisor e um aparador de cerca viva.

Outras quatro pessoas que adquiriram objetos subtraídos da vítima foram indiciados por receptação.

Uma semana após o crime, no dia 21 de abril de 2021, foi requerida a prisão do investigado, sendo deferida pelo Poder Judiciário com aval do Ministério Público.