A Polícia Civil identificou o autor do assassinato do taxista Ismael Batista de Liz, de 36 anos. O homem foi preso pela Polícia Militar, em Barra Velha. O crime ocorreu em fevereiro deste ano, no bairro Velha, em Blumenau. Na ocasião, a vítima foi encontrada morta, com um tiro no peito, na garagem da casa onde morava.

As investigações começaram logo após a perícia e o depoimento das testemunhas. Foi assim que a Polícia Civil chegou ao vizinho do taxista e descobriu que, no dia do crime, ele saiu de casa levando seus pertences pessoais. Chamou a atenção dos investigadores o fato de aquele vizinho, ao ir embora, ter pedido perdão para sua mãe, pois havia feito “algo errado com uma pessoa boa”.

A Polícia Civil também descobriu que o homem preso estava interessado nas duas armas que a vítima guardava em casa. O taxista, inclusive, teria afirmado a um amigo que “estava com medo” do vizinho e por isso dormia com uma delas. Informações apontam ainda que o suspeito de ter cometido o homicídio havia tentado arrombar a casa da vítima anteriormente, quando ela não estava em casa.

Segundo o delegado Egídio Ferrari, as provas obtidas não deixam dúvidas do envolvimento do vizinho no crime. Com a prisão temporária do homem, a Polícia Civil tem 30 dias para concluir o inquérito.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul