A arma utilizada por Paulo Hening para atirar contra a ex-companheira Thalia Ferraz foi encontrada pela Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (28).

Ela estava em uma região de mata, no bairro Rio Cerro I, onde o homem de 42 anos se escondeu logo após cometer o crime no último dia 24 de dezembro.

Segundo o delegado regional de Jaraguá do Sul, a pistola calibre ponto 380 possui registro no nome do autor, que indicou a localização da mesma após confessar o assassinato durante interrogatório nesta manhã. Junto a arma, ainda foi encontrado cinco munições intactas.

Hening invadiu a casa de Thalia na véspera de Natal e efetuou vários disparos contra a mulher de 23 anos.

A vítima teria tentado correr para o quarto, mas ele continuou atirando até atingi-la na altura do tórax. Thalia não resistiu aos ferimentos e morreu no local, na frente de dois sobrinhos, de 14 e 8 anos.

As investigações estão em andamento e sob sigilo. Por conta disso, detalhes do inquérito policial, motivação e circunstâncias do crime serão mantidos em segredo.

Até lá, o homem fica recolhido no Presídio Regional de Jaraguá do Sul. A prisão temporária foi decretada pela Justiça de Jaraguá do Sul logo após o assassinato.

 

Telegram Jaraguá do Sul