Em trabalho de investigação da Divisão de Repressão a Roubos (DRR/DIC Criciúma) da Polícia Civil, coordenada pelo delegado Yuri Miqueluzzi, três pessoas foram identificadas e denunciadas pelo Ministério Público por delito de extorsão qualificada. A denúncia foi recebida pelo Judiciário.

O fato ocorreu em julho do ano passado, quando a vítima foi coagida a fazer duas transferências de grandes valores a fim de evitar que material de conteúdo íntimo fosse divulgado.

Após meses de apuração e análises de informações, duas mulheres e um homem foram identificados com participação na atividade criminosa. O grupo é do Rio Grande do Sul.

Nesta modalidade criminosa, o grupo executa articulação para extorsão de vítimas expostas em trocas de mensagens usando perfis falsos de mulheres jovens em redes sociais.

Estes perfis são criados para adicionar potenciais vítimas e depois passam a intimidar e exigir dinheiro para não divulgar o conteúdo íntimo compartilhado. As análises indicaram grande quantia de movimentações financeiras dos investigados.

Houve representação da Polícia Civil pela prisão preventiva dos envolvidos.