A Polícia Civil realizou a Operação "Praia do Sol III" e cumpriu um mandado de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão contra mais um suspeito de participação em um duplo homicídio, na Praia do Sol, em Laguna.

As vítimas, Anderson Barroso, de 23 anos, e Willian Braz, de 24, de Portão (RS), pertenciam a uma organização criminosa gaúcha, que tinha divergências com outra facção catarinense.

A ação é da Divisão de Investigação Criminal de Laguna (DIC).

O preso, integrante de uma organização criminosa de origem estadual, teria sido o responsável pelo fornecimento da arma de fogo utilizada pelos demais investigados para a prática do duplo assassinato.

Assim, após medidas cautelares deferidas e analisadas, foi possível de se chegar, através de técnicas especiais de investigação, ao investigado.

"A operação faz referência à continuidade das investigações desde o dia 7 de março, data do duplo homicídio. A primeira fase foi em 7 de abril, com a prisão de dois participantes. Depois, em continuidade dos trabalhos, realizou-se a segunda fase, em 10 de abril, em Imbituba, data em que o terceiro envolvido pela execução direta do crime também foi preso. Com esta prisão, encerram-se as investigações as quais duraram dois meses, com o inquérito concluído e o indiciamento de quatro pessoas", comunica a Polícia Civil.