A Polícia Civil prendeu L. L. S., de 26 anos, por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e de munições, além de uso de documento falso. Ele também estava foragido de uma unidade prisional de Santa Catarina desde o ano passado. O SIC de Balneário Piçarras estava investigando alguns suspeitos para elucidar o assassinato de Isac Uller, ocorrido em 5 de fevereiro, nas proximidades da SC-414.

No crime, a vítima foi alvejada por disparos de arma de fogo à queima roupa. A equipe que estava monitorando os suspeitos descobriu que um dos envolvidos estava residindo em Barra Velha e, inclusive, utilizando documentos falsos. O suspeito foi abordado por policiais quando trafegava pela BR-101, nas proximidades de Balneário Piçarras. Após ser detido L.L.S informou que em sua casa havia armas, munição e drogas e que está condenado a 21 anos de reclusão. 

As armas serão submetidas a confronto balístico com o material encontrado na cena do homicídio de Isac Uller. Assim, as equipes diligenciaram na residência de L.L.S, encontrando os seguintes objetos:

1 pistola Glock automática 9mm;
1 pistola Taurus .380;
1 revólver .38 Rossi;
70 munições intactas cal. 9mm;
30 munições intactas cal. .380;
25 munições intactas cal. .40;
06 carregadores;
Aproximadamente 1,2 quilo de maconha;
1 porção de cocaína; 
1 caderno com contabilidade do tráfico;
2 balanças de precisão;
1 documento falso;
Smartphones.