Policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Criciúma deram cumprimento, na última semana, ao mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário de Criciúma pelo crime de estupro de vulnerável.

A prisão foi realizada no centro da cidade de Turvo. Segundo a Polícia Civil, os fatos ocorreram no ano de 2012, no interior do banheiro de uma escola particular de Criciúma. A vítima possuía 13 anos e, o autor, 18.

"A sentença condenatória e o mandado foram expedidos em agosto de 2020, e o condenado se encontrava foragido desde então. O autor foi condenado a pena de 8 anos de reclusão. Pela legislação brasileira, qualquer ato sexual praticado com menor de 14 anos é crime hediondo, o chamado estupro de vulnerável. Após a formalidades legais, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Criciúma", explicou a corporação.