A Polícia Civil de Joinville continua atuando no combate ao tráfico de animais. Depois de aprender várias aves silvestres e gaiolas nas últimas duas semanas, um tucano-de-bico-verde  foi encontrado em cativeiro pelos policiais da DIC (Divisão de Investigações Criminais) nesta terça-feira (23).

A ave que tem o nome cientifico de Ramphastos dicolorus estava presa em uma gaiola, numa casa do bairro Aventureiro. Um homem de 26 anos foi detido em flagrante e vai responder pelos crimes de receptação e por manter animal silvestre em cativeiro.

Conforme o delegado Larry Delta, a ave estava sendo mantida presa para ser vendida. O homem que estava com o tucano contou aos agentes pedia R$ 500 pelo animal.

“Este é mais um trabalho de investigação da Divisão de Combate a Crimes Abientais da DIC. O suspeito confirmou que adquiriu a ave para revendê-la. Há alguns dias, estava com pássaro azulão que já foi vendido”, detalhou o delegado do caso.

Conforme Delta, desde quando a Divisão de Combate a Crimes Ambientais foi criada – em março deste ano – mais de cem aves, entre elas quatro com risco de extinção, já foram apreendidas na região e devolvidas a natureza.

“No caso de hoje, o rapaz que estava com o tucano foi detido e flagrante por manter animal silvestre em cativeiro. Ele ainda é investigado por crime de receptação de animais, que tem pena de três a oito anos de prisão”, finalizou Larry Delta.

Os animais silvestres apreendidos foram encaminhados, temporariamente, ao Zoobotânico, onde será realizada a triagem destes por profissionais habilitados. Posteriormente eles podem ser devolvidos à natureza.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger