A Polícia Civil alerta para o golpe do depósito com o envelope vazio. Geralmente, a vítima faz algum tipo de anúncio para a venda de um determinado bem ou objeto em sites de compras pela internet ou através de redes sociais.

Após a negociação, o golpista simula o depósito do valor acertado inserindo um envelope vazio no caixa eletrônico. O golpista então encaminha uma fotografia do comprovante de depósito e a vítima confirma o recebimento em consulta à sua conta pelo aplicativo do banco.

Como a verificação bancária do depósito demora algumas horas ou, às vezes, é feita apenas no próximo dia útil, o valor fica aparecendo como depositado até que se verifique que o depósito não foi satisfeito.

Assim, a vítima efetua a entrega do bem ou objeto. Normalmente, o estelionatário manda um motorista de aplicativo para apanhar o objeto no mesmo dia do depósito.

Como prevenir?

Quando realizada uma negociação pela internet, a pessoa deve aguardar sempre a compensação do depósito bancário.

Se possível, aguarde até o próximo dia útil para que haja a confirmação da entrada do dinheiro na conta. Isso vale para qualquer situação.

Outras formas do golpe

O golpe do envelope vazio também é aplicado de outras formas. Em alguns casos, o golpista se passa por uma suposta autoridade pública ou servidor de algum órgão público. É um golpe bastante comum, por exemplo, na época das eleições.

O golpista se passa por suposto servidor da Justiça Eleitoral ou promotor, requisitando os serviços de “motorista” de alguma instituição ou empresa, sob o pagamento de supostas diárias para a fiscalização de seções eleitorais nos municípios da região.

O depósito dos valores (diárias) é feito de forma antecipada diretamente na conta do “motorista”, e o golpista envia a foto do comprovante.

Logo em seguida, o estelionatário novamente entra em contato alegando que, por equívoco, efetuou o depósito de valor superior e necessita que seja imediatamente restituída a diferença por se tratar de verba pública.

Ocorre que a vítima confirma o recebimento em consulta à sua conta pelo aplicativo do banco.

Como a verificação bancária do depósito demora algumas horas ou, às vezes, é feita apenas no próximo dia útil, o valor fica aparecendo como depositado até que se verifique que o depósito não foi satisfeito.

Assim, a vítima acreditando se tratar de uma situação real, efetua a transferência do valor recebido a mais.

A Polícia Civil destaca que nenhum servidor público, de qualquer órgão que seja, requisitará serviços de “motorista” por telefone mediante pagamento de diárias antecipadas.