Polícia Científica de Santa Catarina recebe 44 novos servidores para reforçar equipes de perícia

Fotos: Ricardo Trida / SECOM

Por: Pedro Leal

26/02/2024 - 18:02 - Atualizada em: 26/02/2024 - 18:13

A Polícia Científica de Santa Catarina recebeu um significativo reforço nesta segunda-feira (26) com a incorporação de 44 novos servidores. A cerimônia de posse, realizada no auditório da Secretaria de Segurança Pública em Florianópolis, celebrou a integração dos novos peritos oficiais e agentes de perícia médico-legais. Autoridades e servidores prestigiaram o evento, que contou também com uma aula inaugural proferida pela perita-geral Andressa Boer Fronza.

O secretário adjunto da Segurança Pública, coronel Flávio Graff, expressou seu apoio aos novos integrantes, destacando a excelência, alta tecnologia e os novos equipamentos de referência utilizados pela Polícia Científica.

“A Polícia Científica de Santa Catarina exerce trabalhos com a máxima qualidade, com alta tecnologia e com novos equipamentos que são referência. Queremos desejar sucesso aos novos servidores com a certeza que vamos ressaltar ainda mais o brilhante trabalho da nossa Polícia Científica”, destacou Graff.

O aumento expressivo na demanda de exames periciais ao longo de 2023 motivou o chamamento dos novos servidores. O reforço no quadro da Polícia Científica é crucial para fortalecer as equipes, garantindo resultados céleres e resolutivos, contribuindo para uma adequada persecução penal e a segurança da sociedade.

A perita-geral ressaltou a importância deste dia para a Polícia Científica, destacando a autorização do governador Jorginho Mello e do Grupo Gestor do Estado.

“Desejo boas-vindas aos novos peritos oficiais e agentes de perícia médico-legal, que iniciam hoje o curso de formação. Que tenham uma intensa aprendizagem e sejam muito felizes na sua jornada na Polícia Científica de Santa Catarina, impactando positivamente a sociedade, a segurança e a justiça catarinense.”

Apresentação da Polícia Científica

Durante a aula inaugural, a perita-geral apresentou a Polícia Científica de Santa Catarina, ressaltando sua relevância na Segurança Pública do estado. Como órgão responsável pela produção de provas técnicas para subsidiar investigações criminais, a instituição desempenha um papel crucial na busca pela verdade e na promoção da Justiça.

A perita-geral ainda lembrou que a história da perícia remonta aos primórdios da civilização, e a evolução contínua da Polícia Científica acompanha os avanços tecnológicos e científicos ao longo dos séculos. Atuando em diversas áreas, desde a criminalística até a análise de documentos, a instituição contribui para elucidar uma variedade de crimes, garantindo a aplicação justa e imparcial da lei.

A missão da Polícia Científica de Santa Catarina é promover a produção de provas técnicas de qualidade, contribuindo para a eficácia das investigações criminais e para a promoção da segurança da sociedade.