Dois policiais militares deram um exemplo de solidariedade em Camboriú. Eles doaram alimentos e brinquedos para uma mulher e seus quatro filhos. Ela foi vítima de agressões físicas e cárcere privado cometidos pelo seu marido.

Um policial militar contou ao companheiro de patrulha sobre o caso de violência doméstica ocorrido no dia anterior. A dupla comprou duas cestas básicas e recolheu alimentos doados por um supermercado.

Os policiais militares também conseguiram produtos de panificação com uma panificadora e brinquedos com PMs. A entrega dos itens arrecadados ocorreu na noite de sexta. Agora, a mulher e os quatro filhos têm o que comer.

A ocorrência foi registrada na quinta-feira (29). Os policiais militares foram informados do caso de violência doméstica no interior da cidade. No local, os policiais militares conversaram com a vítima, que relatou ter entrado em discussão com seu marido durante a tarde. O homem saiu de casa dizendo que não voltaria mais.

No fim da tarde, o homem voltou e, ao encontrar a porta da casa fechada, arrombou a residência com um chute na porta. A mulher estava próxima da entrada e acabou se machucando no braço. Ele jogou, ainda, um móvel e um vaso de planta contra ela, além de desferir um chute em suas costas.

A vítima correu para a cozinha, pediu para que um dos seus quatro filhos ligasse para a Polícia Militar pedindo socorro. Na chegada da guarnição, o autor das agressões estava no local. O homem afirmou que, ao vir buscar suas coisas, entrou em discussão com a mulher e depois brigaram. Ele recebeu voz de prisão.

Segundo informações levantadas pela guarnição, as discussões eram geradas porque o homem mantinha a mulher em cárcere privado. Ela foi trancada muitas vezes na casa, além de ter retirados o seu celular e cartões de crédito.

Após a condução dos envolvidos para a delegacia e realização dos procedimentos cabíveis, os policiais militares se levaram de volta a mulher e as crianças para a casa, já que ela não tinha como retornar.

Quer receber as notícias no WhatsApp?