A Polícia Militar de Criciúma, em patrulhamento pela região do bairro Cristo Redentor, nesta tarde, avistou um veículo Gol.

No momento em que os ocupantes do automóvel perceberam a presença policial, demonstraram nervosismo, olhando várias vezes para trás até que dispensaram um pequeno objeto pela janela do caroneiro.

Os militares procederam a abordagem ao veículo e, na sequência, aos ocupantes, um homem e uma mulher.

Os militares reconheceram de pronto o indivíduo, que possui histórico criminal com envolvimento em situações de fornecimento de drogas naquela comunidade.

Buscas

Em busca pessoal, nada de ilícito foi encontrado com ambos, apenas com o detido a quantia de R$ 1.924,10 em espécie e um cheque de R$ 1.700,00.

Já com a detida foram localizados apenas dois aparelhos celulares.

Durante a inspeção no local onde foi dispensando um pequeno objeto, constatou-se que era uma porção de cocaína, pesando aproximadamente 1,8 gramas.

Detida assumiu

Questionados, a detida assumiu que seria proprietária da droga.

Os policiais militares, então, utilizando-se de seu tirocínio, também questionaram a presa se possuía mais algum ilícito em sua casa, tendo em vista o trânsito de pessoas envolvidas com o tráfico de drogas naquela localidade, as quais são avistadas constantemente pelos policiais.

Em resposta, ela afirmou não ter nada de ilegal, tanto que “se quisessem poderiam até mesmo usar o cão de faro que nada seria encontrado”.

Arma roubada

A guarnição efetuou busca na residência até que em dado momento encontrou sobre uma geladeira um revólver marca Taurus calibre 38, contendo 5 munições intactas, com registro de roubo em Içara.

A mulher assumiu a propriedade da arma, alegando ser “para sua defesa”.

Configurado o flagrante, ambos foram conduzidos à Polícia Civil para os procedimentos.