Na noite dessa quinta-feira, a Polícia Militar de Criciúma foi acionada após denúncias informando que, no pátio de um posto de combustíveis, no bairro Próspera, pessoas estariam fazendo uso de drogas.

Ao abordar um grupo de homens, um deles rapidamente foi para o banheiro. Em abordagem pessoal, os policiais encontraram com ele uma pequena porção de cocaína, a qual alegou ser para consumo próprio.

A PM já havia recebido no passado uma informação de que o abordado costumava andar armado, ostentando um revólver prateado. Questionado se possuía alguma arma, ele negou, porém em seguida, ao mostrar aos policiais em seu celular a foto do seu cão da raça rottweiler, acabou mostrando, por engano, um vídeo realizando disparos com um revólver em sua residência, no bairro Linha Batista, alegando que a arma era do pai.

Buscas

Em buscas na casa, a guarnição do Canil (K9) encontrou, dentro do imóvel, um pote de vidro com nove munições .32 intactas e dois estojos de .32.

A esposa dele confessou aos militares que pegou o revólver no guarda-roupas e, na sequência, arremessou para o terreno de trás. Com o objetivo de evitar problemas com a polícia, alegou que a arma pertencia somente ao seu esposo.

Ele então recebeu voz de prisão pelos crimes de posse de arma fogo de uso permitido, posse de munição de uso permitido e posse de drogas para consumo pessoal, sendo encaminhado à delegacia.