Uma grande ação contra a pornografia infantil foi deflagrada nesta quarta-feira (31). Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Itajaí (SC), Fortaleza (CE), São Paulo (SP) e Salvador (BA). A operação ganhou o nome de Guardiões da Infância e teve como objetivo reprimir a prática de crimes relativos a posse e distribuição, pela internet, de material contendo cenas de violência sexual contra crianças e adolescentes.

Os pedidos de busca e apreensão foram autorizados pela Justiça Federal de Itajaí. Os agentes apreenderam computadores e outros dispositivos de informática relacionados dos investigados.

A ação consiste em desdobramentos de investigação realizada no exterior, com apoio da Interpol, que conseguiu identificar vários suspeitos de praticarem crime de pornografia infantil.

As investigações agora prosseguem pelas unidades da Polícia Federal a fim de se determinar a extensão das condutas delituosas cometidas, podendo os investigados responder como incursos nas penas dos delitos previstos nos artigos 241-A (pena de reclusão de 3 a 6 anos e multa) e 241-B (pena de reclusão de 1 a 4 anos e multa), do Estatuto da Criança e do Adolescente).

*Windson Prado com informações da Assessoria de Imprensa da Polícia Federal de Santa Catarina 

Quer receber as notícias no WhatsApp?