Foi preso na manhã desta quinta-feira (27), através de uma operação da Polícia Federal em Blumenau, Michael Knighten. Michael é foragido internacional procurado pela Interpol, por acusações de comandar um grupo de criminosos cibernéticos que fraudou diversas corporações em todo o mundo. A ação ocorreu em um edifício de alto padrão no bairro Jardim Blumenau, em uma transversal da Rua Nereu Ramos, por volta das 9h30. Ele estava no país com o nome falso de Michael Sabatine. Para confirmar que se tratava definitivamente do procurado, policiais a paisana coletaram um copo de vidro usado por ele enquanto se exercitava em uma academia, e de posse das digitais encontradas no copo usado por Michael concluíram que se tratava do procurado. O mandado de prisão foi expedido pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). Também foram cumpridos um mandado de condução coercitiva e um mandado de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal em Santa Catarina. Michael Knighten teria sido responsável por um desvio de, pelo menos, R$ 6 milhões de empresas dentro e fora dos Estados Unidos, segundo os investigadores, por meio de uma prática criminosa conhecida como comprometimento de e-mail empresarial (ou business e-mail compromise – BEC, em inglês). Esse tipo de crime constitui um esquema que tem como alvos empresas que trabalham com parceiros estrangeiros e fazem pagamentos ao transferir dinheiro regularmente. No local da operação, foram apreendidos aproximadamente R$ 4 milhões em bens, incluindo veículos de luxo, e cerca R$ 500 mil em dinheiro.