A Polícia Federal iniciou na manhã desta quinta-feira, 26, a Operação #Undergound 2, com o intuito de combater a pornografia infantil. Estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e dez de prisão preventiva nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Pernambuco, Maranhão e Acre. Na primeira fase da operação, em 2017, 21 pessoas foram presas. De acordo com a corporação, novas investigações resultaram na identificação de um grupo de produtores de material de exploração sexual infantil. Por meio de técnicas modernas de investigação digital, segundo a PF, chegou-se a um grupo integrado por 13 pessoas que se comunicavam em ambiente cibernético, onde ocorria o comércio das imagens ilícitas. Ainda conforme com a corporação, algumas vítimas já foram identificadas. Ficou demonstrado, segundo a PF, que o agressor é, na maioria das vezes, pessoa do convívio da família da vítima ou mesmo parte dela. O crime de publicação de imagens de pornografia infantil prevê pena de três a seis anos de reclusão. Já o estupro de vulneráveis prevê de oito a 15 anos de prisão. *Com informações da Agência Brasil -

Leia mais:

https://ocponline.com.br/kassner-propoe-parceria-com-igreja-catolica-para-compra-de-vagas-na-educacao-infantil/