A Polícia Federal, a Procuradoria da República e a Receita Federal deflagraram a Operação Dieta em Balneário Camboriú e Itajaí.

Nesta quarta-feira (4), foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão determinados pela Justiça Federal de Itajaí em endereços de pessoas físicas e jurídicas.

 

 

De acordo com a PF, as investigações iniciaram a partir de elementos indicativos de que uma organização empresarial, com sede na região de Balneário Camboriú, foi possivelmente estruturada de modo a permitir a prática de sonegação fiscal, lavagem de capitais e evasão de divisas.

Segundo as investigações realizadas até o momento, a organização mantém um sistema de caixa 2 formado por diversas empresas que compõe o mesmo grupo econômico, operando transferências de valores indevidos entre estas pessoas jurídicas, aquisição de bens em nome de terceiros e possível remessa ilegal de dinheiro ao exterior.

Além disso, as investigações possibilitaram o sequestro de veículos e imóveis de luxo ligados às pessoas investigadas, com o objetivo de impedir eventual esvaziamento do patrimônio acumulado de forma delituosa.

Durante o cumprimento das ordens judiciais, a Receita Federal do Brasil também intimou os contribuintes envolvidos no esquema criminoso para o início das respectivas ações fiscais, estimando-se que os lançamentos do crédito tributário superem o valor de R$ 15 milhões, incluindo multas.

Os investigados responderão pelos crimes de organização criminosa, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, cujas penas somadas podem chegar a 29 anos de prisão.

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre segurança pública da região (acidentes de trânsito, ações policiais):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança