Pescadores de Barra Velha levaram um grande susto nesta quinta-feira (27). Eles capturaram em suas redes um tubarão-martelo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar, o animal de quase dois metros de comprimento, e cerca de 80 quilos, foi trazido até a costa já sem vida. A hipótese é de que ele tenha sido atraído por um cardume de corvinas, peixe grande que normalmente é capturado pelos pescadores locais. O tubarão-martelo é um predador agressivo que consome peixes, cefalópodes, raias e outros tubarões.
Foto: WhatsApp/Divulgação
Foto: WhatsApp/Divulgação
Os tubarões-martelo são os mais ameaçados de extinção. A população em 2003 correspondia a apenas 10% do número estimado de animais em 1986, ano em que os registros populacionais começaram a ser efetuados. Caso é reincidente  Em junho de 2015, o jornal O Correio do Povo já noticiava a incidência de tubarões no litoral de Barra Velha. O tubarão de quase dois metros de comprimento ficou preso nas redes de pesca, surpreendendo os homens no dia 12 de junho. A espécie, segundo os bombeiros, foi identificada como tubarão mangona. Em 2013, no dia cinco de dezembro, outro tubarão mangona foi encontrado cerca de 300 metros da beira da praia. Turistas devem ficar tranquilos  Com a chegada do verão, muitos turistas, principalmente de Jaraguá do Sul, vão passar suas férias na cidade. Mesmo com três registros de captura de tubarões, segundo a Fundema (Fundação do Meio Ambiente) em Barra Velha, não há com que se preocupar. É comum que mais ao fundo, distante da costa, alguns tubarões, seguindo corvinas que se movimentam em cardumes, acabam caindo nas redes. Mas isso não apresenta risco aos banhistas que ficam em áreas menos profundas. Não foi registrado ataques de tubarão em Barra Velha nos últimos anos.