Um parente contou como ocorreu o acidente em que morreram mãe e filha em São Bento do Sul.

Na manhã desta quarta-feira (21), a família estava viajando para visitar parentes no Paraná, quando o veículo saiu da pista e caiu em um açude no quilômetro 105 da rodovia.

Rozeli Panaceski de Lucano, de 43 anos, e de Tainara Caroline de Lucano, de 10, estão sendo veladas nesta quinta-feira (22), na Capela Mortuária da Vila Lenzi.

O enterro está programado para as 15h, no Cemitério Municipal de Guaramirim.

Foto: Reprodução Facebook

 

 

Darci Dasege, de 63 anos, primo das vítimas, disse que estava chovendo muito e havia muita neblina na rodovia no momento do acidente.

Ele conta que duas carretas estavam vindo no sentido contrário ao do Renault Fluence.

No momento em que os veículos pesados passaram, um forte spray de água foi projetado contra o parabrisa do automóvel.

Foto: Fábio Junkes/OCP

“Nesse momento, ele não viu mais nada e passou reto. Quando ele viu, já estava dentro da água. Ele saiu do carro e viu que não dava pé. Ele colocou a mão em cima do carro e afundou. Ele só escutava os gritos de socorro da mulher e da filha, mas ele não teve o que fazer, conta.

Darci afirma que o primo, Valdir de Lucano, de 46 anos, lembrou que a mulher tentou sair do carro e a filha pedia para que ele não a deixasse morrer.

“A esposa dele estava tentando tirar o cinto, mas o carro afundou. Depois, quando tiraram, ela estava abraçada com a menina no banco traseiro”, afirma.