Uma operação conjunta entre as agências de inteligência da Polícia Militar de Guaramirim e Jaraguá do Sul culminou na prisão de pelo menos sete pessoas por furto de palmito e porte ilegal de arma de fogo. As equipes de investigação começaram a monitorar a atividades dos homens, durante a noite da última quarta-feira (13), por volta das 22 horas, após eles cometerem o furto em uma propriedade da cidade do Corupá. Após realizar o corte do palmito, seis homens seguiram até Guaramirim para revender o material furtado para uma empresa de conservas da cidade. Eles foram seguidos por policiais da agência de inteligência e ao chegarem na empresa para vender o material, foram abordados e presos. Com eles os policiais localizaram 469 cabeças de palmitos cortadas. Na empresa outros 90 frascos já industrializados foram recolhidos. Na casa de um dos seis abordados, a polícia localizou um revólver calibre 38, munições e uma espingarda calibre 32. Além dos seis vendedores, o receptador da empresa, também acabou preso.  Segundo informações do delegado responsável pelo caso, Dr Daniel Dias da Delegacia de Polícia Civil de Guaramirim, todos os sete envolvidos foram levados para o presídio pelos crimes de furto qualificado, receptação, e posse ilegal de arma de fogo.