A família do motorista de táxi Allan Tietz procura por pistas que levem ao seu paradeiro. Allan tem 24 anos, mora em Jaraguá do Sul e não deu mais notícias após fazer uma corrida para Curitiba no final da tarde desta quarta-feira (22). De acordo com o pai do jovem, o também taxista, Nelson Tietz, o veículo utilizado pelo filho para fazer corridas como motorista executivo foi encontrado em Curitiba todo depenado. “Eu estava no dentista quando o Allan recebeu esse chamado. A pessoa disse que uma parente havia morrido em Curitiba e precisava fazer uma corrida. Meu filho até fez um preço mais barato porque achava que essa pessoa humilde e olha no que deu. Agora, nós estamos em Curitiba e encontramos o carro dele todo depenado, sem as rodas. Há marcas de sangue no banco do motorista e também no freio de mão”, conta Nelson. O pai de Allan disse que o localizador do celular do motorista aponta para o distrito de Pirabeiraba, na zona Norte de Joinville. LEIA MAIS: Taxista de Jaraguá do Sul está desparecido Nelson acredita que o filho esteja vivo e pede para que as pessoas ajudem a encontrar Allan. “Eu faço um apelo para as pessoas que moram às margens da BR-101, na BR-376, no pé da serra de Curitiba, em Joinville ou Garuva porque ele pode estar amarrado em algum lugar. Eu peço para quem olhem na mata ou nas margens dos rios. Não sabemos como ele está e queremos achar ele com vida”, desabafa. Um boletim de ocorrência foi feito no início da tarde desta quinta-feira (23), na Delegacia de Jaraguá do Sul. Informações podem ser repassadas para os números (47) 9 9977-7750 com Nelson Tietz, 190 da Polícia Militar e 181 da Polícia Civil. Reportagem de Cláudio Costa para o jornal O Correio do Povo.