Um homem, de 41 anos, foi morto a tiros na noite deste domingo (16), em São Francisco do Sul, no Litoral Norte do Estado.

Segundo o advogado Jonathan Moreira dos Santos, a vítima seria Leosmar Martins, pai de Leonardo Natan Chaves Martins, acusado de matar a namorada Gabriella Custódio Silva em julho de 2019.

O caso ocorreu por volta das 21h30, na BR-280. De acordo com a Polícia Militar, Leosmar foi encontrado no banco do passageiro de um carro que estava parado no acostamento da rodovia.

A vítima apresentava um ferimento de arma de fogo na testa e estava com as mãos amarradas. Equipes da Polícia Civil e do IGP (Instituto Geral de Perícias) foram acionadas e estiveram no local. Além disso, a PM fez rondas na região, mas o suspeito pelo crime não foi localizado.

De acordo com o delegado Rafaello Ross, três testemunhas já foram ouvidas sobre o caso. Câmaras de monitoramento teriam flagrado o momento em que três homens, após efetuarem os disparos, fugiram do local a pé.

O delegado afirma, ainda, que as investigações seguem durante a semana com o intuito de identificar os autores do crime. Além disso, ainda não há informações do que teria motivado o crime.

Leosmar também era réu no processo que envolve a morte de Gabriella Custódio Silva. Ele foi acusado por fraude processual e porte ilegal de arma de fogo, já que era dono da pistola usada no crime.

No momento, Ross afirmou, ainda, que não há dados que liguem a morte de Leosmar com o assassinato de Gabriella.

A defesa de Leonardo emitiu uma nota na manhã desta segunda-feira (17) confirmando a morte de Leosmar. O velório da vítima ocorrerá no Cemitério Nossa Senhora de Fátima, em Joinville, ainda sem horário definido.

*Fonte: ND Mais

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram