Padrinho nega ter estuprado adolescente em Jaraguá do Sul

Homem está preso na delegacia até a audiência de custódia | Foto: Cláudio Costa/Arquivo OCP Homem está preso na delegacia até a audiência de custódia | Foto: Cláudio Costa/Arquivo OCP

Segurança

Por: Claudio Costa

quarta-feira, 08:35 - 11/07/2018

Claudio Costa

Mais um caso de estupro contra menor foi registrado em Jaraguá do Sul. Uma garota de 15 anos foi vítima de um abuso cometido pelo padrinho uma residência no bairro Ilha da Figueira. De acordo com registros da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) outros 44 casos de estupro contra menores de 18 anos foram registrados no município em 2018. De acordo com o delegado Luís Carlos Gross, suspeito negou o crime.

O abuso contra a adolescente aconteceu na manhã desta terça. O vizinho da jovem foi até a casa dela para fazer um reparo do fogão. Segundo a mãe da adolescente, ele cometeu o abuso enquanto estava sozinho com a menor. O homem, de 49 anos, aproveitou o momento e passou a mão nas partes íntimas da jovem.

A jovem contou para a mãe sobre o abuso no início da tarde. Então, a mulher ligou para a Polícia Militar às 12h45. Uma guarnição foi enviada para o local e conversou com a comunicante. Ela contou que o padrinho da garota, que é seu vizinho, havia cometido o abuso. O homem, que não teve o nome revelado pela polícia, foi preso em flagrante.

O padrinho da jovem foi levado para a Delegacia de Polícia Civil. O delegado realizou o registro do crime e tomou o depoimento das testemunhas. “Ele negou e disse que não passou a mão, mas o que prevalece é a palavra da vítima”, conta Gross, ao ressaltar que a vítima disse que o homem aproveitou o momento em que trocava o gás para tocar as partes íntimas da garota.

Segundo Gross, o homem vai passar a noite na carceragem da Delegacia de Polícia Civil. Nesta quarta-feira (11), ele será levado até o Fórum e o Judiciário vai decidir se vai ficar preso ou vai ficar livre.

Caso recente choca a comunidade

Um caso de estupro contra vulnerável, jovens menores de 14 anos, chocou Jaraguá do Sul. Um homem de 25 anos, que trabalhava como chapa, foi preso acusado de estuprar as duas enteadas, de 14 e 11 anos, em Jaraguá do Sul. De acordo com o Delegado Leandro Mioto, titular da DPCAMI, a garota mais velha era vítima dos abusos cometidos pelo padrasto há pelo menos quatro anos.

O homem mantinha relações sexuais com a adolescente, enquanto cometia atos libidinosos com a criança de 11 anos. O homem foi preso e levado para o Presídio Regional de Jaraguá do Sul, onde está à disposição da Justiça. As duas jovens e a família estão sendo acompanhadas pelo Conselho Tutelar e também pelos serviços de psicologia da Prefeitura.

Quer receber as notícias no WhatsApp?

×