A Polícia Civil deflagrou na manhã desta sexta-feira (13), operação contra crimes de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro praticados por organização criminosa liderada por empresários do ramos imobiliário e de vestuário na Grande Florianópolis.

O Ministério Público, Instituto Geral de Perícias e Secretaria Estadual da Fazenda também fizeram parte do trabalho. Pelo menos dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos na região. Mandado de arresto (apreensão de tantos bens quantos forem necessários para garantia da execução de dívida) de um prédio no Centro de Florianópolis também foi cumprido. Objetivo seria garantir dívida junto ao Estado no valor de R$ 43 milhões referente ao não recolhimento de ICMS.

As investigações ainda apuram possíveis crimes de fraudes em licitações em órgãos públicos estaduais, com o direcionamento para que uma empresa da área de tecnologia, que tem um dos sócios o empresário envolvido nos crimes de sonegação.

Os crimes estariam ocorrendo desde 2009, período em que a empresa de tecnologia vem vencendo licitações do Estado, além da sonegação fiscal no ramo de vestuário há quase vinte anos. Os nomes dos suspeitos não foram revelados pela polícia.

Quer receber as notícias no WhatsApp?