(Foto: Eduardo Montecino/OCP Online)
Para reforçar a segurança dos motoristas que transitam pelas rodovias federais e estaduais que cortam Santa Catarina, o Batalhão de Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina (BPMR) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) começaram ontem operações específicas para o feriado de Páscoa.
Na polícia estadual, foi iniciada a Operação Páscoa, a partir das 18h de quinta-feira (24) até às 8h de segunda-feira (28). Estão envolvidos os 24 postos rodoviários, onde os policiais trabalharão em escala de revezamento para monitorar as rodovias catarinenses. Estarão à disposição motos, ambulância e viaturas de patrulhamento, que irão cobrir uma malha viária de 3.976,99 quilômetros em 96 rodovias com 220 trechos do Estado.
Além do trabalho de conscientização, a polícia exercerá fiscalização rigorosa nas estradas estaduais, usando equipamentos como radares e bafômetros. Em casos de emergência nessas vias, orienta-se que o motorista ligue para o telefone 198. Na Operação Páscoa de 2015 houve 95 acidentes, sendo 44 com vítimas e 51 sem vítimas, envolvendo 168 veículos e causando ferimentos em 65 pessoas. Não foi registrado nenhum óbito nas rodovias estaduais durante o período.
No caso da PRF, que começou a operação “Semana Santa”, além de restringir veículos de carga em dias e horários pré-determinados para dar maior fluidez ao trânsito, até no domingo (27) será feito um reforço no policiamento da malha viária federal. Operações com radar e bafômetro também serão intensificadas, o intuito é de reduzir a violência no trânsito. Segundo a PRF, a ação é preventiva e busca reduzir comportamentos como ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e motoristas alcoolizados.
Na Operação Semana Santa do ano passado, foram registrados 252 acidentes nas rodovias federais catarinenses, com 190 feridos e nove mortos. Entre 2009 e 2015, o maior índice de colisões fatais ocorreu em 2014, com 312 acidentes, 170 feridos e 13 mortos, seguido por 2012, quando houve 302 colisões, 186 feridos e 11 mortos. O telefone de emergência é 191.