Cerca de 30% dos motoristas que transitaram pelas estradas catarinenses neste final de semana e foram abordados por agentes de segurança estavam dirigindo sob efeito de álcool. Os números são da Operação Rodovida, desenvolvida pela Polícia Rodoviária Federal, em integração com outras forças de segurança.

Somando os números, a ação abordou 1.055 veículos. Destes, 303 estavam sendo conduzidos por motoristas sob efeito de álcool. Os agentes lavraram ao todo 2.018 autos de infração por irregularidades previstas no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), e recolheram 67 veículos ao pátio por motivos diversos. Houve ainda a apreensão de um revólver calibre 38 e de 54 gramas de maconha.

 

Ação integrada envolve PRF, PMSe PMRV | Foto Divulgação/PRF

A ação contra embriaguez ao volante se estendeu até a madrugada de domingo (20) e aconteceu simultaneamente em todas as regiões do estado, tanto em rodovias federais, estaduais quanto áreas urbanas das cidades. Participaram, cada um em seus respectivos locais de atuação, além da PRF, a Polícia Militar e a Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

A Operação Integrada Rodovida, maior ação do ano de enfrentamento à violência no trânsito vai até o dia 21 de fevereiro de 2021, abrange as festas de Natal, Ano Novo e Carnaval.

 

Fiscalização ampliada

Em Santa Catarina, as fiscalizações durante a Rodovida terão o incremento de policiais rodoviários federais que estariam de folga, mas que vão para a pista reforçar o efetivo ordinário. Apesar da pandemia causada pela Covid-19, a expectativa é que SC deva ainda receber muitos turistas de outros estados e inclusive do exterior.

 

Fiscalização segue até o Carnaval | Foto Divulgação/PRF

Recomendações aos viajantes

  • Planejamento - O motorista deve se informar sobre as distâncias que percorrerá, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo;
  • Revisão preventiva - Providenciar a checagem do automóvel: pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Verificar os equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo;
  • Pausas para descanso - O condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.
  • Período noturno - Evitar circular à noite por conta da redução da visibilidade. Viaje de dia, de preferência de manhã bem cedo, quando já há luz do sol, a temperatura está agradável e as rodovias estão com menos movimento
  • Condições climáticas - Sob chuva ou cerração, imediatamente reduzir a velocidade e aumentar a distância em relação ao veículo que trafega a sua frente. Nestas condições o pavimento fica úmido e escorregadio, reduzindo a aderência dos pneus e elevando o risco de derrapagens e aquaplanagens após frenagens bruscas.

Fiscalização também acontece em estradas estaduais | Foto Divulgação/PMSC

Fique atento

Em caso de acidente sem vítimas, com somente danos materiais e em que o veículo ainda possa seguir rodando com segurança, o envolvido pode optar por fazer o registro em casa, pela internet, chamado E-DAT (Declaração Eletrônica de Acidente de Trânsito). O documento tem valor legal, é reconhecido por outros órgãos e seguradoras.

 

 

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança