Um esquema de compartilhamento de fotos e vídeos de pornografia infantil está sendo desmantelado pela Polícia Federal e Civil. Juntamente com equipes do IGP (Instituto Geral de Perícias), uma comitiva com mais de 20 agentes cumpriu mandados de busca a apreensão em Joinville nesta terça-feira (18).

A Operação recebeu o nome de Panville 3 destinada a reprimir o compartilhamento e a posse de imagens e vídeos de pornografia infantil por usuários de redes P2P residentes em Joinville. O nome da operação faz alusão a um personagem Peter Pan e à cidade polo onde se concentram os alvos da operação.

As investigações começaram a partir de relatórios de informação que resultaram na identificação de dois usuários que baixavam e compartilhavam arquivos contendo imagens e vídeos de cunho pornográfico infantil. Os suspeitos utilizavam softwares para compartilhamento dos arquivos com usuários de todo o mundo em redes P2P.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nos bairros Parque Guarani e Iririú, o que resultou na prisão em flagrante de dois homens, com idades de 25 e 37 anos. Os nomes e imagem dos envolvidos não foram divulgados.

Delito

O crime de compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, previsto no art. 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90), é punido com pena de reclusão de 03 a 06 anos. Já o crime de posse de arquivos de pornografia infantil, tipificado no art. 241-B do mesmo Estatuto, é punido com pena de reclusão de 01 a 04 anos.

*Windson Prado com informações de assessoria de imprensa

Quer receber as notícias no WhatsApp?