A Polícia Civil de Santa Catarina, por intermédio da Delegacia de Polícia de Santo Amaro da Imperatriz, deflagrou a operação Não Contavam Com Minha Astúcia 3 para cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisão.

Na ação desta sexta-feira vários bens furtados e/ou de origem duvidosa foram localizados nas casas dos investigados, dos quais um já se encontra preso, e o outro se encontra foragido.

Bolsas, óculos, carteiras, relógios e pendrives recuperados estão na Delegacia de Santo Amaro da Imperatriz para devolução aos proprietários que comprovem sua posse.

As ordens judicias decorreram de investigação de crimes de furto praticados com o equipamento denominado de "chapolin", que corta o sinal de alarmes e impede o acionamento das travas de automóveis. Com isso, os veículos permanecem abertos e sujeitos aos furtos.

"Recomendamos sempre que os motoristas e passageiros, ao saírem de seus automóveis, certifiquem-se de que as portas foram travadas, sobretudo em estacionamentos coletivos abertos ao público, como mercados e farmácias, lugares onde esse tipo de crime é mais praticado", explicou o delegado Rodrigo Mayer, que coordena as investigações.

Desde o ano passado, já foram deflagradas três operações com o mesmo propósito, pois há diversos grupos criminosos agindo na Grande Florianópolis.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?