Na manhã desta quarta-feira (25), a Polícia Civil de Santa Catarina em conjunto com Polícia Civil do Rio Grande do Sul desencadeou a Operação Garimpo, referente à investigação do furto de grande quantidade de joias e extorsão de uma empresária em Criciúma.

Na ação foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, em Novo Hamburgo e São Leopoldo, e realizadas as prisões simultâneas dos dois envolvidos, um em Criciúma e outro em Novo Hamburgo.

Os suspeitos são investigados em inquérito policial da 1ª Delegacia de Polícia de Criciúma, que apura o furto de um apartamento na área central da cidade, de onde foram subtraídos mais de R$ 400 mil em joias. Os autores do fato também estavam praticando extorsão contra a vítima, exigindo dinheiro, mediante ameaças de morte através de ligações telefônicas.

Foram apreendidas grande parte dos objetos furtados, além das roupas usadas pelos criminosos no momento do fato. Após as formalidades legais, os presos serão encaminhados ao sistema prisional catarinense.

Mais de 20 policiais na ação

A operação contou com a participação de 26 policiais e 7 viaturas da 1ª Delegacia de Polícia de Criciúma, DIC e NINT coordenados pelos delegados Carlos Emilio da Silva e Yuri Miqueluzzi, além de policiais da 2ª Delegacia de Novo Hamburgo-RS, coordenados pelo delegado Ivair Matos Santos.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp