Operação investiga fraudes em concurso público e licitações em SC

Foto: Divulgação / MPSC

Por: Luan Tamanini

24/11/2023 - 13:11 - Atualizada em: 24/11/2023 - 16:44

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) iniciou na manhã desta sexta-feira (24) o cumprimento de ordens judiciais nas cidades de Lages, Correia Pinto, Monte Castelo e Ponte Alta, na Serra Catarinense. Ao todo, estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva.

A investigação, conduzida pela Promotoria de Justiça da comarca de Correia Pinto, apura os crimes de peculato, fraude em concurso público, fraude em licitações, enriquecimento ilícito, entre outros, conduzidas por servidor público que, com auxílio de particulares e colegas de trabalho, exerceria forte influência para promoção de processos fraudulentos com a finalidade de proporcionar desvio de recursos públicos.

As ordens judiciais foram expedidas pela Vara Única de Correia Pinto.

Intitulada “Operação Ventríloquo”, o nome faz alusão a arte de projetar a voz, sem que se abra a boca ou mova-se os lábios, de maneira que o som pareça vir doutra fonte diferente do falante.