Operação do Gaeco mira advogados e faccionados presos em penitenciárias de SC

Foto: Divulgação/MPSC

Por: OCP News Florianópolis

21/02/2024 - 11:02 - Atualizada em: 21/02/2024 - 11:56

Na manhã desta quarta-feira (21), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), em apoio a investigação conduzida pela 13ª Promotoria de Justiça de Joinville, deflagrou a operação “Sob Encomenda II”, que apura crimes previstos na Lei de Organizações Criminosas, especialmente praticados por advogados e por faccionados reclusos nos sistemas prisionais catarinense e federal.

O objetivo da operação é dar cumprimento a 15 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Joinville. Entre os investigados, dois encontram-se em liberdade e os demais já reclusos no sistema penitenciário.

Na execução das ordens judiciais, integrantes do Gaeco de Rondônia, policiais penais do Sistema Penitenciário Federal e do Departamento de Polícia Penal de Santa Catarina, além de equipes da Polícia Militar de Santa Catarina prestam apoio ao Gaeco catarinense.

A investigação tramita em sigilo e, assim que houver a publicidade dos autos, novas informações poderão ser divulgadas.

A operação é desdobramento da Operação “Sob Encomenda I”, executada em agosto de 2021 para combater a prática de ¿sintonia¿ entre advogados e faccionados internos do Sistema Prisional.