No início da tarde desta segunda-feira (29), na BR-101, em Paulo Lopes, na Grande Florianópolis, agentes de diversos órgãos que participam de uma ação contra crimes fiscais apreenderam 24 caixas e sacos contendo roupas falsificadas, imitando marcas famosas. Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a mercadoria estava no porta-malas de um ônibus placas de Curitiba/PR que transportava 18 passageiros estrangeiros vindos do Haiti e de países africanos como Senegal e Cabo Verde.

Os produtos eram fabricados no Brasil, mas não tinham nenhum tipo de nota fiscal. Os passageiros, conforme a PRF, disseram que as peças seriam revendidas no comércio informal em diversas cidades do litoral de SC. Todo o material foi recolhido e encaminhado à Polícia Civil de Paulo Lopes, que vai apurar os crimes tributários (falta de nota fiscal) e contra a propriedade industrial (pirataria). Os imigrantes foram liberados para seguir viagem.

Operação em SC

A apreensão fez parte do 15º Otefis (Operação Temática de Enfrentamento a Crimes Contra o Fisco e Saúde Pública). A ação reuniu agentes da Polícia Rodoviária Federal, Secretaria da Fazenda Estadual, Receita Federal, Polícia Civil, Anatel, Procon e Inmetro.

Durante três dias (26, 27 e 29 de outubro), na BR-101, em Paulo Lopes e Barra Velha, a força-tarefa fiscalizou 448 veículos de carga. De acordo com a PRF, o flagrante mais comum foi transportar mercadorias nacionais sem nota fiscal, com 12 casos. Também foram flagradas mercadorias importadas sem pagamento das taxas aduaneiras, aparelhos transmissores de rádio sem autorização da Anatel e produtos químicos transportados em embalagens não aproveitadas.

Quer receber as notícias no WhatsApp?