A Polícia Civil realizou nesta quarta-feira uma operação conjunta com a Polícia Militar para coletar elementos de prova contra uma associação criminosa especializada no tráfico de drogas, em Imbituba.

Cerca de 35 policiais civis e militares cumpriram dois mandados de prisão preventiva e nove mandados de busca e apreensão em residências nos bairros Vila Alvorada, Paes Leme, Vila Nova e Vila Santo Antônio.

Com um dos presos foram apreendidos vários pés de maconha.

A ação é da Delegacia de Polícia de Imbituba com o auxílio das delegacias de Garopaba e Imaruí, em conjunto com a Polícia Militar de Imbituba, Polícia Militar de Garopaba e Canil da Polícia Militar de Laguna.

Investigações

A investigação apontou que várias pessoas estavam associadas na prática do crime de tráfico de drogas nos bairros Vila Alvorada e Vila Nova, com o envolvimento de pelo menos dois adolescentes, sendo que a inteligência da Polícia Militar de Imbituba logrou êxito em flagrar a venda de drogas em vários locais do bairro, com abordagem e autuação de usuários.

Além disso, a partir da análise do material colhido em outra operação realizada recentemente, a equipe de investigação da Delegacia de Imbituba (SIC) reuniu outros elementos que apontaram os crimes de tráfico e associação para o tráfico.

Em relação a um dos investigados, foram reunidos elementos informativos dando conta que também integra uma conhecida organização criminosa com atuação estadual.

Além das duas prisões preventivas, outros dois homens foram conduzidos à Delegacia de Polícia na posse de drogas.

Contra um deles, foi lavrado Termo Circunstanciado pelo crime de porte de drogas (maconha), sendo liberado mediante termo de compromisso de comparecer em audiência.

O outro homem foi flagrado na posse de maconha, cocaína, balança, celular e mais de R$ 6 mil, sendo lavrado contra ele auto de prisão em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

De acordo com o delegado Juliano Baesso, a operação foi exitosa, pois além do cumprimento dos mandados, foi possível confirmar o tráfico de drogas contra outro investigado, o qual foi autuado em flagrante, e ainda colher elementos de prova contra outros investigados.