A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado - DRACO/DEIC, deflagrou no amanhecer desta sexta-feira (17), a ‘Operação 24K’ para cumprir 54 ordens judiciais, sendo: sete mandados de prisões temporárias, 25 mandados de busca e apreensão, o sequestro de sete veículos e o bloqueio de todas as contas correntes de 15 pessoas físicas e jurídicas que integram organização criminosa voltada à prática do crime de lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas.

A operação, que tem a participação de mais de 100 policiais civis, está cumprindo os mandados em Florianópolis, São José, Governador Celso Ramos, Balneário Camboriú, Garopaba e Paulo Lopes.

Também foi autorizada pela Justiça, a quebra dos sigilos bancário e fiscal de todos os investigados, que atuam constituindo empresas para tentar dissimular a origem ilícita do dinheiro proveniente da prática de crimes.

A investigação iniciou em 2019 para identificar e desarticular os ramos financeiros das organizações criminosas.

 

Ação acontece em seis cidades de SC | Foto Divulgação/Polícia Civil

Quebra de sigilo

A Operação 24K acabou sendo antecipada, pois integrantes da organização criminosa investigada, também foram alvo da recente Operação Network, resultando na apreensão de mais de R$1 milhão de reais em espécie.

Segundo o Delegado Antônio Cláudio Seixas Jóca, as organizações criminosas movimentam grandes quantidades de valores, incentivando a prática de crimes de vários tipos e, por isso, essas estruturas financeiras e de lavagem de dinheiro são uns dos principais focos das equipes policiais civis.

Na Operação 24K participaram as Delegacias da DEIC, Delegacias da Grande Florianópolis e Canil da Academia de Polícia Civil (Acadepol).

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança