Presidente da 23ª Subseção da Ordem do Advogados do Brasil em Santa Catarina, Luciane Mortari Zechini comentou que a OAB Jaraguá do Sul foi cientificada da operação deflagrada pela Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação de Furtos e Roubos (DFR), logo no começo da manhã desta sexta-feira. "O presidente da Comissão de Prerrogativas da OAB, Dr. Robinson, acompanhou toda a abordagem, para garantir ao advogado Marcos toda a defesa de suas prerrogativas", disse Luciane. Ela afirmou que a OAB Jaraguá do Sul ainda não teve acesso ao inquérito. "Não sabemos ainda especificamente do que se trata e estamos atuando no sentido de garantir ao colega o respeito a suas prerrogativas. Posteriormente ele terá oportunidade de fazer a sua defesa - baseado no princípio da ampla defesa", explicou. A OAB Jaraguá do Sul declarou que respeita o trabalho da polícia e vai estar a disposição para o que for necessário. "Não só para garantir o trabalho da justiça, mas a defesa do nosso colega", concluiu. LEIA MAIS: Quarenta policiais participam de operação contra crime organizado em Jaraguá do Sul O advogado criminalista Marcos Andre Kohler Calazans de Araujo, principal alvo da operação Themis, foi preso no bairro Vila Lenzi. Ele foi autuado por tráfico de drogas e teve a prisão preventiva expedida. Ele não tinha antecedentes criminais. Segundo o delegado Eric Issao Uratani, foram encontrados 500 g de maconha e uma pistola sem registro com o advogado. Na residência do genro dele, mais 500 g de cocaína e uma quantidade em dinheiro de cerca de R$10 mil.