Número de mortos após ciclone no RS sobe para 16

Foto: Maurício Tonetto/Secom RS

Por: Claudio Costa

21/06/2023 - 05:06 - Atualizada em: 21/06/2023 - 05:54

O número de mortes provocadas pela passagem de um ciclone extratropical no Rio Grande do Sul subiu para 16. De acordo com a Defesa Civil do Estado, o último óbito foi na cidade de Caraá.O corpo foi localizado pelo Corpo de Bombeiros às margens de um arroio na localidade de Passo Osvaldo Cruz. Ele teria 73 anos de idade. Essa é a quinta morte confirmada no município.

O último balanço da entidade aponta 1.538 pessoas desabrigadas e 13.824 desalojadas, sendo 6,5 mil apenas no município de Taquara. Os números foram atualizados pelas coordenadorias municipais.

O Comando Militar do Sul informou, pelas redes sociais, que o 3º Batalhão de Comunicações de Porto Alegre trabalha na triagem de cestas básicas e agasalhos, na Central de Doações da Defesa Civil do Rio Grande do Sul. Até o momento, foram carregadas 1,5 mil cestas básicas e 213 sacolas de agasalhos, cobertas e calçados.

O ciclone extratropical é um sistema de baixa pressão atmosférica que surge fora dos trópicos. É associado às frentes frias e encontrado nas médias e altas latitudes. O ciclone que atingiu o Sul do país, associado a uma frente fria, formou-se no Oceano Atlântico no decorrer da semana passada.

A área de baixa pressão nos médios e altos níveis da atmosfera potencializou a formação do ciclone em terra, transportando a umidade do oceano para o continente.

*Com informações da Agência Brasil.

Notícias no celular

Whatsapp

Claudio Costa

Jornalista pós-graduado em investigação criminal e psicologia forense e pós-graduando em perícia criminal.